Categoria: Gastrô

Screenshot_20170904-194004 (1)

BH GATRONÔMICA

Como uma belo-horizontina que ama comer, já visitei diversos dos restaurantes mais renomados de Belo Horizonte, como o Glouton, Vecchio Sogno, D’Artagnan, Olga Nur, entre outros… Sou daquelas que segue o famoso dito popular “dinheiro bem gasto, é dinheiro gasto com comida” e gosto muito mais de sentar num restaurante – seja com amigos, família ou meu namorado – e aproveitar um delicioso almoço/jantar, do que ir para uma festa ou balada. E acredite, existem várias formas de experimentar os melhores (e mais caros) restaurantes de Belo Horizonte, sem gastar tanto quanto imagina!

Além das famosas compras coletivas, que podem ser feitas através dos sites GROUPON e PEIXE URBANO, em BH existem diversos passaportes gastronômicos, clubes de vantagens ou guias de benefícios, que oferecem descontos imperdíveis!

O primeiro deles que conheci foi o “Passaporte Gastrô” da Belvitur. Atualmente, o passaporte custa R$59,90 e possui 48 vouchers de diferentes restaurantes parceiros, que dão direito a um prato gratuito. A condição é comprar um prato principal e ganhar outro de igual ou menor valor.

Nesta mesma ideia de comprar dois pratos principais e pagar apenas por um deles, conheci também o “Duo Gourmet”. Compro todos os guias, desde que foi lançado e nunca me arrependi, pois mesmo que use apenas dois vouchers por semestre, já vale a pena! Também custa R$59,90 e também possui 48 vouchers de diferentes restaurantes parceiros, além de um extra que dá direito a voltar em qualquer um dos restaurantes que já tenha ido.

Outra ótima opção é o “Chef’s Club”. Quem assina o clube tem direito a descontos de 30, 40 ou 50% nos mais variados restaurantes de Belo Horizonte, que totalizam atualmente 162. A assinatura pode ser semestral, por R$129,90 ou anual, por R$170,91 e pode ser parcelada em até seis vezes. A vantagem é que muitos dos descontos podem ser utilizados para mais de duas pessoas.

Há algum tempo, conheci também o guia de benefícios “Wave Cash”, que custa R$60,00 e possui 52 cupons de descontos, que além de restaurantes incluem bares e até o Motel Forest Hills! Com ele, você ganha outro prato principal, como no “Passaporte Gastrô” e “Duo Gourmet”, ou 50% de desconto em porções em bares, para dividir com os amigos.

Mais recentemente, “passeando” pelo Instagram, descobri o “Amo Beagá”. Com a assinatura anual por R$159,00, ou 12 vezes de R$13,25, não inclui apenas descontos em restaurantes, mas também em diversos outros estabelecimentos como academias, salões de beleza, lojas de roupa, hotéis, etc. Vale a pena conhecer melhor no site (link no final do post)!

É importante se atentar para um detalhe: com qualquer um deles, existem dias e horários específicos nos quais os descontos podem ser utilizados em cada restaurante/estabelecimento, que sempre são especificados nos sites, e nos próprios guias/passaportes.

Se você souber de algum outro guia/clube/passaporte, nos envie mensagem pelo Facebook ou Instagram para conhecermos e compartilharmos também!

Imagens por: Raissa Ferri

LINKS:

Passaporte Gastrô: http://www.passaportegastro.com.br/

Duo Gourmet: http://duogourmet.com.br/belo-horizonte/

Chef’s Club: https://www.chefsclub.com.br/

Wave Cash: http://wavecash.com.br/

Amo Beagá: https://www.amobeaga.com.br/

IMG-20170705-WA0028-01

RECEITA: CANJICA DOCE

O inverno chegou e com ele os caldos, canjicas, pés-de-moleque, paçocas e muitas comidas gostosas junto. Hoje vamos ensinar a preparar uma deliciosa canjica!

Canjica doce

-500gr. de canjica;

-2 xicaras de açúcar;

-1l. de leite;

-10 unidades de cravo;

-3 pauzinhos de canela;

-1 lata de leite condensado;

-100gr. de coco ralado;

-250gr.amendoim torrado e moído.

 

Modo de preparo:

Lave a canjica em água corrente e deixe de molho de um dia para o outro.

No dia seguinte, coloque a canjica para cozinhar em uma panela de pressão com a água cobrindo todos os grãos. Deixe a panela ganhar pressão, isso acontece quando a panela começa a chiar, e deixe cozinhar por 50 minutos em fogo médio para baixo.

Depois que a panela perder a pressão, acrescente todo leite e açúcar. Em um saquinho de pano, coloque os cravos e os paus de canela (sim, dentro da panela, pois depois fica mais fácil para retirá-los. Procure colocar em um saquinho bem limpo). Deixe cozinhar por mais 20 minutos ou o suficiente para o caldo da canjica engrossar, mas sem secar por completo.

Retire o saquinho com os cravos e os paus de canela. No  final, adicione os demais ingredientes: leite condensado, coco ralado e amendoim. Pronto!

É só se esquentar no inverno! Doce e quentinho!

sorvetes

Receita: Sorvete caseiro

Nota do Aqui é Cultura: Para aproveitar o post sobre Gelaterias Italianas que postamos na semana passada, pedimos à nossa colaboradora Fabiana Del Duca, para preparar uma receita simples e fácil de fazer de sorvete caseiro para dividirmos com vocês! Segue a receita:

Primeiramente vamos preparar a base do sorvete, para depois acrescentarmos o sabor escolhido:

BASE DO SORVETE:

– 2 caixas de creme de leite, tipo chantilly (400ml). É aquele que fica no corredor do super mercado junto com creme de creme comum e leite condensado. Sem fazer jabá, mas já usei da marca Amelia e Fleischmann e deram super certo. P.S: Nunca usei o creme de leite fresco;

– 1 caixa/lata de leite condensado;

MODO DE PREPARO:

– Deixar as duas caixinhas de creme de leite por pelo menos 30 minutos a 1 hora no freezer.

– Bata o creme de leite, na batedeira, até crescer e ficar no ponto de chantilly, sem perder muito a temperatura geladinha.

processo sorvete

– Observe a foto acima, esse é o ponto chantilly, o creme fica no batedor sem cair;

– Continue batendo e acrescente o leite condensado, e bata até misturar o dois;

– Pare de bater e acrescente o sabor desejado, misturando manualmente, sem bater na batedeira.

Pronto! Simples né?

O SABOR:

Aqui estão algumas sugestões de sabores: leite ninho, coco e morango:

– Para fazer o de leite ninho, acrescente 8 colheres de sopa de leite ninho à mistura da base do sorvete.

– Para o sorvete de morango, eu fiz uma geleia: morango, açúcar e suco de limão. Coloque os ingredientes em uma panela e deixe a água que o morango soltará secar bem, até ficar uma geleia grossa. Depois que a geleia esfriar, é só misturar com a base do sorvete. Sugestão: faça a geleia bem antes de iniciar a base do sorvete.

– Já para o sorvete de coco, faça uma calda de coco, com leite de coco e açúcar. Leve ao fogo até ficar uma calda grossa e acrescente coco ralado natural. Pode ser coco ralado do saquinho, mas ele tem que ser hidratado com água quente.

Estas são apenas algumas sugestões, você pode fazer com o que desejar, como por exemplo flocos. É só misturar chocolate ralado, use a criatividade e faça seu sabor preferido!

Sabe aquele antigo pote de sorvete industrializado que normalmente é utilizado para congelar feijão? Pois então, agora ele vai ser útil para congelar o sorvete caseiro!  A receita rende bastante, quase 2 litros de sorvete. É necessário ficar no freezer por pelo menos 24 horas antes de consumir o sorvete. A consistência é maravilhosa, cremosa e fácil de fazer uma bola.

Se alguém fizer, adoraríamos que vocês dividissem a experiência com a gente!

Bom sorvete!